Seguidores

Para Que Vim


Esse blog tem como objetivo difundir a Música Popular Brasileira em geral, seja ela qual for: a música do Sul, a musica do Cariri, a Pajeuzeira ou mesmo outros ritmos de regiões diferenciadas. Nasci no Sertão do Pajeú, lugar onde a poesia jorra com muita facilidade e que os Poetas do Repente cospem versos com uma precisão incrível. Sempre tive esta curiosidade de fazer postagens e construir um blog. Aliás, criar um blog é simples e rápido, mas, o difícil mesmo é mantê-lo vivo e pulsante. Uma tarefa difícil e tem que ser feita com muita dedicação e precisão, sei que às vezes agradamos a uns e desagradamos a outros; também pudera, não somos perfeitos e isso acontece em todas as áreas e campos de trabalho. E para que o blog aconteça, tenho que desafiar o meu tempo e fazer propagar até aqueles que acessam e fazem aquisições de temas no gênero da música, da poesia e outros segmentos da cultura brasileira. Não tenho a experiência de um Blogueiro profissional, mas, como se diz: “Experiência só se conquista com tempo, perseverança e dedicação”. É isso aí, espero que curtam esse espaço que faço com exclusividade para vocês.


Obs.: Do lado direito do seu monitor adicionei uma rádio (Cantigas e Cantos) com a finalidade de que você leia e ao mesmo tempo ouça uma seleção musical exclusivamente feita por mim. Também inserí fotos Antigas da Capital da Poesia (S. José do Egito), fotos retiradas do Baú do Jornalista Marcos Cirano.


Texto: Gilberto Lopes

Criador do Blog.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

S. José do Egito: A EREM Édson Simões comemora hoje 59 anos da sua fundação e o poeta e professor Egito Siqueira fez sua homenagem expressiva em versos





Parabéns para o EREM Édson Simões, pelos seus 59 anos de fundação. Orgulho da nossa cidade. O colégio foi fundado em 1 de abril de 1957 pelo professor Édson Simões. Parabéns a todos que fizeram e os que fazem parte desta instituição educadora.

Escola Edson Simões
Dia primeiro de abril
Ano de cinquenta e sete
Não tinha vídeo cassete
Mas, muita gente assistiu
A nova escola surgiu
Logo assim que o sol nascia 
Clareando feito o dia
Já perfeita no horizonte
Jorrando como uma fonte
O dom da sabedoria

João Guilherme de Aragão
Iniciou a partida
Edson Simões fez subida
Começando a fundação
Fizeram a união
Dulce com Zé Valdivino
Dona Diva de Paulino
Demócrito com Zé Rabelo
E depois de todo apelo
Ouviu-se o toque do sino

Edson Simões essa escola 
Colégio bem conhecido
Às vezes é esquecido
Pelo tempo que controla
Cada mestre é uma mola
Fazendo a base da vida
Faz coluna deixa erguida
Reforça toda estrutura
E depois da cobertura
A base fica escondida

Numa tarde quase escura
Ano de sessenta e cinco
A morte abria o trinco
Da porta da sepultura
A sexta feira foi dura
A morte se preparou
Quando a lâmpada queimou
Numa escada Edson subiu
Na queda seu rim partiu
Veio a morte e o levou

Quem estudou assistiu
No centro do Pajeú
Boi, Bidó seu João Lulu
Carminha Gomes, seu Biu
Edson Simões que caiu
E morreu desse acidente
Cada um plantou semente
No saber foi germinada
Crescendo a planta é formada
E dá frutos novamente

Dr. Josa marca evento
Com a Banda Marcial
E no prédio principal
Faz o seu melhoramento
Com duas salas de aumento
O colégio é ampliado
Em seguida é rebocado
Mudando toda aparência
Na direção transparência 
Mostrando seu resultado

Colégio tua grandeza
Espalhada pelo mundo
Teu mergulho foi profundo
Teu sonho virou certeza
O brilho deixou clareza
Na vida do alunado
Cada um hoje é formado
Em diversas profissões
E teu nome Edson Simões
Na história ficou marcado

Colégio com campo aberto
Educa sem distinção
És o tronco do sertão
Plantado no canto certo
Esse teu teto coberto 
Espelhado na cultura
Captando a toda altura
O saber que engrandece
A tua Glória enobrece
Toda geração futura

Escola que tanto ensina
Edson Simões é teu nome
O tempo não te consome
Por que Jesus te ilumina
Segura na mão divina 
Que teu sol não escurece
Rezando faz tua prece
Pra clarear o saber
E se cumprir teu dever
A luz de Deus permanece


Egito Siqueira
Poeta e professor


CANTIGAS E CANTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário